Melhorias no sistema de abastecimento de água no DF – Agência Brasília

Author

Categories

Share

A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) continuamente realiza melhorias no sistema de abastecimento de água do Distrito Federal. Regiões como Brasília, Planaltina e condomínios do Jardim Botânico também são as beneficiadas, além de Gama, Ceilândia e Samambaia. Os trabalhos começaram no início do ano e vão se estender até o final de 2021.

No Bairro Mestre D’armas II, em Planaltina, a equipe da Caesb já realizou a substituição de mil metros de rede de água na primeira etapa. Na segunda fase, que está em andamento, serão substituídos 1.250 metros de rede e 325 ramais de água. Os serviços devem ser finalizados até o final de julho.

Os serviços fazem parte do Plano de Manutenção Preventiva Programada de Substituição de Ramais que foi iniciado em novembro do ano passado. A iniciativa vai permitir a redução na quantidade de vazamentos nas redes de água e, consequentemente, o índice de perdas da companhia | Foto: Cristiano Carvalho / Caesb

O superintendente de Operação e Manutenção de Redes Centro-Norte da Caesb, Marco Lúcio do Nascimento, explica que a rede que atendia ao bairro era muito antiga e não foi construída pela Companhia. “Com essa troca, vamos corrigir os problemas que afetam a região, como falta de água, pressão baixa e manutenções corretivas recorrentes”, afirmou Marco Lúcio.

A Companhia também está levando melhorias aos condomínios do Jardim Botânico. No condomínio Solar de Brasília, a Caesb já substituiu 333 ramais de água. Os serviços foram finalizados em maio. No Condomínio Ville de Montagne, os trabalhos devem terminar em agosto, com a substituição de 466 ramais de água.

No Plano Piloto, os trabalhos estão sendo realizados no Regimento de Cavalaria e Guarda (RCG). Desde o início de maio, cinco equipes da Caesb trabalham na troca de 280 ramais de água. Neste local, as obras acabam em julho.

Esses serviços fazem parte do Plano de Manutenção Preventiva Programada de Substituição de Ramais que foi iniciado em novembro do ano passado. A iniciativa vai permitir a redução na quantidade de vazamentos nas redes de água e, consequentemente, o índice de perdas da companhia.

Para o superintendente Marco Lúcio, o objetivo principal é garantir uma melhor eficiência do sistema e a satisfação dos usuários. “A Caesb busca sempre melhorar os seus processos e garantir a continuidade e a qualidade na prestação dos serviços. Por meio desse trabalho preventivo, vamos diminuir os vazamentos das redes e, principalmente, evitar os transtornos gerados aos usuários”, conclui.

Plano de Manutenção Preventiva

O Plano de Manutenção Preventiva Programada de Substituição de Ramais teve início em novembro de 2020. O projeto prevê a substituição de 20.360 ramais prediais de água até 18 de fevereiro de 2022.

O contrato permite que esse número chegue a aproximadamente 30 mil. Já foram contempladas as regiões do Gama, Jardim Botânico, Ceilândia e Samambaia.

Uma das premissas do PDSB é a de que os vazamentos em ramais prediais são os principais responsáveis pelas atuais perdas do sistema. Dessa forma, há a recomendação de uma gestão da infraestrutura, englobando a instalação e manutenção das tubulações, onde os ramais estão incluídos.

Eles devem ser padronizados e executados com material de mais qualidade. Em cenários desejáveis de redução do índice de perdas da Caesb, 2% dos ramais prediais devem ser substituídos por ano em locais onde ocorre maior incidência de vazamentos.

Conheça o Plano Distrital de Saneamento Básico (PDSB)

* Com informações da Caesb



Source link

Author

Share