- PUBLICIDADE -

‘Medicamentos em Casa’ tem mais de 90% de índice de satisfação – Agência Brasília

Author

Categories

Share


O Programa Entregas de Medicamentos em Casa começou no dia 3 de abril de 2020. O objetivo principal é o de evitar filas e aglomerações, servindo também como medida de enfrentamento à covid-19  | Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

Satisfação é o sentimento mais comum de quem recebe os medicamentos em sua residência por meio do Programa Entregas de Medicamentos em Casa. Fruto de uma parceria entre a Secretaria de Saúde e o Banco de Brasília (BRB), o programa foi criado em abril de 2020 e tem sido fundamental para o atendimento humanizado dos pacientes idosos e do grupo de risco para a Covid-19.

Através da iniciativa, os pacientes cadastrados no Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (Ceaf) no Distrito Federal, mais conhecido como Farmácia de Medicamentos de Alto Custo, recebem seus medicamentos no conforto de suas residências.

“O índice de satisfação dos usuários tem sido de 95%, o que mostra o sucesso do programa”, comemora a diretora de Assistência Farmacêutica, Walleska Borges. Segundo ela, por meio dessa pesquisa “podemos avaliar como está sendo a entrega em casa, como os pacientes têm recebido este serviço. É um serviço novo, que demorou um pouco para estabelecer o fluxo porque é algo bem peculiar, já que são medicamentos de controle especiais”.

O transporte desses medicamentos de alto custo é de alta complexidade, pois requer caixa térmica, além de termo-higrômetro calibrado para transportar os medicamentos na temperatura correta

De acordo com ela, o transporte desses medicamentos de alto custo é de alta complexidade, pois requer caixa térmica, além de termo-higrômetro calibrado para transportar os medicamentos na temperatura correta.

“É muito importante receber o feedback dos pacientes para saber como eles estão recebendo estes medicamentos e como avaliam as entregas. Precisamos desses índices para saber se precisamos mudar alguma coisa”, informa.

De janeiro a abril de 2021, o Programa Entregas de Medicamentos em Casa forneceu 67.967 medicamentos de alto custo. Em janeiro foram entregues 14.131 medicamentos, em fevereiro 16.825, em março o número subiu para 18.890. Já em abril foram entregues 18.121 medicamentos.

Em março foi realizada pelo BRB Serviços, empresa contratada para a entrega de medicamentos em domicílio, uma pesquisa de satisfação com os pacientes participantes do Programa Entregas de Medicamentos em Casa cujo resultado foi superior a 90% de satisfação.

Programa

O Programa Entregas de Medicamentos em Casa começou no dia 3 de abril de 2020. O objetivo principal é o de evitar filas e aglomerações, servindo também como medida de enfrentamento à covid-19. Em 28 de setembro de 2020, houve a suspensão do agendamento e entrega de medicamentos devido à expiração do contrato emergencial. No entanto, em outubro de 2020, foi feita requisição administrativa (vigente até a presente data) a fim de garantir a manutenção do serviço de entrega em casa.

Funciona assim: o paciente com cadastro atualizado na farmácia telefona para o número 3029-8080, das 8h às 18h, para agendar o recebimento dos remédios em casa. Só pode receber o remédio o próprio paciente ou um representante legal, que também deve estar cadastrado na farmácia.

Mesmo com as entregas realizadas pelo Programa Entregas de Medicamentos em Casa, o atendimento nas três unidades (Gama, Ceilândia e Plano Piloto) continua funcionando de segunda à sexta, das 7h às 19h, e sábado das 7h às 12h. Hoje, são 35 mil usuários cadastrados nas Farmácias do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (CEAFs).

* Com informações da Secretaria de Saúde



Source link

Author

Share