- PUBLICIDADE -

Em Curitiba, mais de 7 mil pessoas ocupam as ruas para

Author

Categories

Share


Mais de 7 mil pessoas foram para a rua, no 29 de maio, para gritar: Fora, Bolsonaro.  O ato, que fez parte de um dia de manifestações por todo o país, também reivindicou a aceleração da vacinação de toda a população brasileira e a volta do auxílio emergencial de R$ 600 para quem está desempregado e passando fome.

Com todos os cuidados para evitar a contaminação pelo Coronavírus, os manifestantes se concentraram a partir das 15h na Praça Santos Andrade, no centro de Curitiba, e, depois, seguiram em passeata até a Praça Osório/Boca Maldita, também no centro da capital, em cerca de 4 horas de manifestação.

A reportagem do Brasil de Fato Paraná fez transmissão ao vivo do ato (veja no Facebook.com/BDFPR) e colheu depoimentos de participantes, que estão também disponíveis nas redes sociais do BDFPR. Veja alguns deles.

Veja como foram os atos pelo “Fora Bolsonaro” e por vacina no braço em todo o Brasil


Por que “Fora, Bolsonaro”

Carol Dartora, vereadora em Curitiba.

Estou aqui nesse ato Fora Bolsonaro 29M porque a gente precisa tirar esse genocida do poder. O vírus mata, mas o Bolsonaro tem matado muito mais, negando vacinas, auxílio emergencial, remédios, insumos. Tem gente amarrada nas UTIs. A gente precisa tirar urgentemente esse genocida do poder. “Fora, Bolsonaro”.

Javier Guerrero, artista, da coordenação da Casa da Resistência em Curitiba

Apesar da pandemia, a importância de estar na rua é porque já não dá mais. São 450 mil mortos, assassinados pelo vírus e pelo governo genocida de Bolsonaro. Com a cumplicidade do governo estadual e do municipal. Eles só se preocupam em ganhar as próximas eleições.

Fernanda Maria, do Levante Popular da Juventude

É muito importante este ato que está acontecendo hoje em Curitiba. Nós estamos indignados, a gente não aguenta mais esse governo. Não aguenta mais não ter vacinas, ter pessoas morrendo e o povo passando fome. Estamos aqui trazendo nossa indignação, nossa insatisfação com o governo. A manifestação é para dizer Fora, Bolsonaro, vacina no braço e comida no prato.

Luzia Nunes, Movimento de Trabalhadoras e Trabalhadores por Direitos e Cefuria

Pensei muito se viria aqui hoje, porque em Curitiba estamos em bandeira vermelha e é complicada a questão dos leitos. Mas a importância de estar aqui hoje neste ato Fora, Bolsonaro supera o medo do Coronavírus. Com um governo tão genocida, é importante estarmos organizados e lutando contra quem está nos matando. Quem está morrendo é a população mais pobre, mais vulnerável. Venha para a rua você também.

Ivan Carlos Pinheiro, morador da ocupação da Ferrovilla, da região da Vila Formosa

Temos uma união de trabalhadores e estamos fazendo a luta por auxílio emergencial de R$ 600. Na nossa região há muitos desempregados e trabalhadores informais e fazemos a cozinha comunitária para auxiliar na alimentação. Estamos aqui representando o MT e as comunidades. Precisamos de auxílio emergencial já de R$ 600, Fora, Bolsonaro e o fim das privatizações, porque serviço que se torna privado, priva a população também.   

Mariana Kauchakje, Coordenação Nacional MTST Paraná

Para a gente é muito importante estar aqui, porque a gente sabe que nessa pandemia as pessoas que estavam precisando de moradia precisam ainda mais, e ainda assim estão acontecendo desocupações e expulsões de quem não tem para onde ir, de gente que está com fome, de gente que perdeu o pouco que tinha. O povo está aqui porque não tem outra opção, está aqui porque o governo está sendo mais perigoso que o vírus.

Leonardo Costa, vice-presidente da UJS Paraná

O povo curitibano veio aqui trazer essa grande mensagem, Fora Bolsonaro, esse genocida que está vendendo o nosso país. As universidades públicas são dos nossos maiores bens e desenvolvem tecnologia para o país ser avançado. Estamos aqui contra os cortes de verbas das universidades, por um auxílio emergencial digno para que as pessoas possam ficar em quarentena. O Brasil entrou de novo para o mapa da fome, está com pessoa com insegurança alimentar, que não sabem se vão comer no fim do dia. A gente quer vacina no braço e comida no prato.

Carol, Unidade Popular, Estudante

É muito importante, neste momento, dizer Fora, Bolsonaro por todas as mortes que estão acontecendo, por ele ter se recusado a comprar vacinas, pela tentativa de precarização do SUS, pelos cortes na educação, pela privatização dos Correios, por todo o entreguismo do patrimônio do povo brasileiro. Só a unidade do povo brasileiro, da classe trabalhadora, pode derrotar o fascismo, Bolsonaro e todos os golpistas que querem entregar nosso patrimônio.

Fonte: BdF Paraná

Edição: Frédi Vasconcelos



Source link

Author

Share