DF é ‘case de sucesso’ em evento com gestores do turismo – Agência Brasília

Author

Categories

Share


“Meu Deus, mas que cidade linda!!” O trecho da música Faroeste Caboclo, da Legião Urbana, lançada em 1987 e repetida por tantos brasilienses e visitantes, destaca a beleza de Brasília. Porém, somente em 2021, a cidade se transformou no 4º destino mais procurado por brasileiros, segundo pesquisa realizada pelo Google. Esse desempenho, fruto do novo olhar do turismo implementado pela secretária de Turismo do Distrito Federal, Vanessa Mendonça, desde que assumiu a pasta em 2019, virou case nacional e foi apresentado na manhã desta terça-feira (1º) para gestores de todo o país, durante reunião de diretoria da Associação Nacional de Secretários e Dirigentes do Turismo (Anseditur).

Durante a apresentação do Case Brasília, Vanessa Mendonça destacou que novas ações foram implementadas em todos os segmentos turísticos do Distrito Federal, ressignificando a experiência para o morador e para o visitante da cidade| Foto: Divulgação/Setur

As principais realizações da gestão que colocou Brasília num outro patamar dentro do turismo nacional e internacional foram apresentadas a 53 pessoas, dentre prefeitos e secretários municipais de turismo, representando 30 municípios de 21 estados. O objetivo da apresentação do Case Brasília foi compartilhar as conquistas e expandir as experiências exitosas para outras cidades. “O novo olhar do turismo se construiu devolvendo o significado de sermos a capital do Brasil e Patrimônio Cultural da Humanidade para cada brasileiro. Se Juscelino Kubitschek construiu uma cidade, nós podemos mudar os rumos das nossas, quando for necessário”, disse Vanessa Mendonça para a plateia.

“O novo olhar do turismo se construiu devolvendo o significado de sermos a capital do Brasil e Patrimônio Cultural da Humanidade para cada brasileiro. Se JK construiu uma cidade, nós podemos mudar os rumos das nossas, quando for necessário”Vanessa Mendonça, secretária de Turismo

Durante a apresentação do Case Brasília, Vanessa Mendonça destacou que novas ações foram implementadas em todos os segmentos turísticos do Distrito Federal, ressignificando a experiência para o morador e para o visitante da cidade. No entanto, duas iniciativas enchem os olhos da secretária: o turismo cívico e o programa Turismo em Ação. O primeiro transformou a solenidade da Troca da Bandeira numa oportunidade para reunir várias ações conjuntas: arte, cultura, história e amor à pátria. “Saímos de uma presença de 200 para 7 mil pessoas na última cerimônia de Troca da Bandeira antes da pandemia. O projeto “Turismo Cívico e a Ressignificação da Troca da Bandeira” foi, inclusive, finalista no Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade do Iphan”, contou a secretária.

Já o Turismo em Ação é uma caravana itinerante que está percorrendo todas as regiões administrativas do DF em busca de mapear as vocações de cada uma delas e fazer parcerias com o setor privado. Durante o evento a secretária aproveita, ainda, para instalar Centros de Atendimento ao Turista em cada uma delas, entregar a Carteira Nacional do Artesão para os profissionais locais e apresentar a linha de crédito Fundo Geral de Turismo (Fungetur) aos empresários da cadeia produtiva do setor. Brasília, em dezembro de 2020, foi credenciada, de forma inédita, ao fundo com a disponibilização de R$ 521 milhões para o setor.

Para o presidente da Anseditur, Angelo Sanches, esta nova visão de Brasília surpreendeu a todos, pois puderam ver a cidade não apenas como referência na política, mas por ser referência na história, na cultura e agora no turismo. E estimulou os participantes a levar as experiências para seus estados e municípios. “O trabalho que a secretária Vanessa tem feito com toda a equipe simplesmente é repaginar a capital do nosso Brasil para que o brasileiro entenda o que é Brasil e como nós podemos pensar o futuro. Se há 60 anos um grande visionário fez o que fez e até hoje é referência, nós também estamos tendo uma oportunidade de fazer uma nova história. Brasília está fazendo isso com maestria”, disse.

Tempo de ação

Durante sua apresentação, Vanessa Mendonça conta que, quando assumiu o cargo, a Secretaria de Turismo do DF (Setur-DF) contava com apenas sete funcionários. A dirigente da pasta destacou que o trabalho da Setur-DF foi estruturado por meio de diálogos com as outras pastas do GDF, com o governo federal, com a iniciativa privada e com o público. “Isso e o lema, tempo de ação, com o qual todo o governo do DF trabalha, ajudaram a mudar a realidade e a imagem do turismo na cidade mesmo com um cenário adverso” afirmou.

“A cidade não mudou, o que mudou foi o nosso olhar sobre o turismo. O que nós fazemos é para que todo brasileiro queira conhecer a sua capital”Vanessa Mendonça, secretária de Turismo

“A cidade não mudou, o que mudou foi o nosso olhar sobre o turismo. O que nós fazemos é para que todo brasileiro queira conhecer a sua capital”, destacou. Por meio da segmentação do setor, houve uma verdadeira revolução nas entregas aos brasilienses e aos visitantes. “Tudo o que pensamos está alicerçado em algum segmento, por meio de ações simples, mas com um significado muito grande”, declarou a secretária Vanessa Mendonça sobre a segmentação do turismo no DF.

“Foi assim que o artesão local ganhou espaço para comercializar seus produtos. Foram abertas duas lojas do artesanato no Shopping Pátio Brasil e no Alameda Shopping. O turismo náutico se fortaleceu com a oferta de novas experiências de lazer e turismo. Foram criados guias turísticos com várias opções de roteiros, como a Rota Arquitetônica, Rota da Paz, Rota do Cerrado, Rota Cívica, Rota Fora dos Eixos, dentre outras. Com a pandemia, elas ganharam o formato virtual: Brasília Tour Virtual. Além disso, estão sendo pensadas novos roteiros, como a Rota do Rock, que é a cara da cidade, a Rota Arquiteto para Arquiteto e a Rota Sobre Rodas”, completou a secretária.

“Estou saindo daqui com várias ideias de intercâmbio. A apresentação da secretária está me fazendo pensar o que posso aplicar do Case Brasília em Recife”Cacau de Paula, secretária de Turismo e Lazer de Recife (PE)

O novo olhar do turismo rendeu ao Distrito Federal resultados imediatos. Por levantamento feito pelo Ministério do Turismo, Brasília foi considerada destino tendência para 2021. A Setur-DF também foi convidada a integrar o grupo que organiza as comemorações do Bicentenário da Independência, que será celebrado em 2022. “Não há mais tempo de falar de potenciais, é tempo de ação. Com a pandemia, não temos muito tempo, agora temos de trabalhar muito mais, encontrar formas diferentes para alcançar os resultados que queremos. As pessoas estão com saudade do futuro e trabalhamos para entregar as melhores experiências turísticas para Brasília, para o Brasil e pro mundo”, conclamou a secretária.

De Brasília para o Brasil

A secretária de Turismo e Lazer de Recife (PE), Cacau de Paula, considera que a experiência do Distrito Federal nos últimos dois anos e seis meses é uma oportunidade de levar o posicionamento adotado: o novo olhar do turismo. “É muito importante nos posicionarmos e comunicarmos o que queremos passar. Achei isso fantástico, além de todos os projetos encaixados em várias áreas. Estou saindo daqui com várias ideias de intercâmbio. Podemos mandar as escolas de Recife para Brasília para conhecer o turismo cívico, por exemplo. A apresentação da secretária está me fazendo pensar o que posso aplicar do Case Brasília em Recife”, falou Cacau de Paula.

“A secretária Vanessa Mendonça mostrou o que ela vem desenvolvendo em termos de políticas públicas aqui no Distrito Federal e, para nós secretários municipais, é muito válido aprender novas práticas e experiências e que podemos replicar de acordo com a nossa realidade”, afirmou o secretário de Turismo de São Luís (MA), Saulo Santos. O secretário acredita também que eventos assim são oportunizam trocas de experiências, fortalecem o turismo local e nacional.

*Com informações da Setur



Source link

Author

Share