Justiça do Rio de Janeiro decreta falência da MMX, de Eike Batista; ação tem negociação interrompida

Author

Categories

Share


Igarape, 04 de novembro de 2011Imagens das minas de minerio de ferro Tico Tico e Ipe, da empresa MMX, no complexo Serra Azul.Foto: Bruno Magalhaes / Nitro

A MMX Mineração (MMXM3) confirmou, em comunicado ao mercado nesta quarta-feira (19), que a 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decidiu decretar a falência da companhia e da MMX Corumbá Mineração, controladas por Eike Batista.

Os desembargadores reverteram uma liminar, de 28 de agosto de 2019, que suspendeu o processo de falência. A ordem havia sido dada pela 4ª Vara Empresarial do Rio.

Segundo a MMX, a decisão da 6ª Câmara, cujo inteiro teor ainda não foi disponibilizado, está sujeita a recurso que a companhia pretende interpor tão logo possível, após ser intimada oficialmente sobre a decisão.

a Justiça de Minas havia decretado a falência da empresa da MMX Sudeste Mineração, um dos braços da mineradora.

Antes de terem a negociação interrompida até às 16h23 (horário de Brasília) à espera do fato relevante, as ações MMXM3 caíam 27,01%, a R$ 14,67, na B3.

Stock Pickers lança curso online e gratuito que ensina a identificar ativos com ótimo potencial de valorização. Inscreva-se.





Source link

Author

Share