- PUBLICIDADE -

Sesa solicita adequações à Federação Cearense de Futebol em protocolo que pleiteia partida com retorno de torcida

Author

Categories

Share

Ascom Sesa – Texto
Ascom Casa Civil – Foto

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), por meio da Coordenadoria de Vigilância Sanitária (Covis), emitiu, na tarde desta quarta-feira (29), ofício com Parecer de Análise Preliminar para autorização de evento-teste, endereçado à Federação Cearense de Futebol, solicitando adequações na proposta de protocolo sanitário para realização da partida de futebol entre as equipes do Fortaleza Esporte Clube e do Atlético Clube Goianiense, no dia 2 de outubro, com presença de público na Arena Castelão – limitada a 10% da capacidade do estádio.

A Análise Preliminar evidenciou não conformidades com alguns itens contidos no Protocolo de Eventos-Testes publicado pela Sesa e no atual decreto do Governo do Ceará de medidas de isolamento social contra a Covid-19 e liberação de atividades.

A Sesa solicita à Federação que encaminhe as adequações na proposta de protocolo sanitário da partida até as 23h59 desta quinta-feira (30), por meio eletrônico (e-mail), para que haja tempo hábil de emissão de parecer definitivo sobre a liberação ou não da presença de público na Arena Castelão durante a partida. A avaliação é específica para o jogo em questão, na condição de evento-teste.

Adequações solicitadas

Entre as adequações solicitadas pela Sesa (exigências descritas no Protocolo de Eventos-Testes e no decreto estadual), estão:

– Apresentar documento de anuência da Secretaria Municipal de Saúde assumindo o compromisso em fiscalizar e monitorar os participantes residentes em Fortaleza, pelo período de 14 dias;
– Apresentar Plano Operacional de como será realizado o monitoramento dos participantes, trabalhadores e colaboradores do evento;
– Apresentar comprovação de participação dos colaboradores no Curso de Biossegurança promovido pela Escola de Saúde Pública (esta atividade é oferecida gratuitamente e on-line, com oito horas de duração)
– Descrever como será realizada a comprovação do esquema de vacinação completo contra a Covid-19 em pelo menos 15 dias antes da realização do evento;
– Não permitir acesso a torcedores, funcionários e colaboradores com apenas a primeira dose da vacina, ainda que com teste de antígeno ou RT-PCR negativo;
– Não permitir venda e consumo de bebidas alcoólicas dentro do estádio.

Fonte: Governo do Estado do Ceará





Source link

Author

Share