- PUBLICIDADE -

Moradores de Residências Terapêuticas participam de ações de lazer e atividades integrativas na Lagoa da Jansen

Author

Categories

Share

Atividades integrativas com moradores das três residências terapêuticas estaduais, na Praça do Foguete (Foto: Caio Oliveira)

Moradores das residências terapêuticas “Dra. Amarilis Toledo” (São Luís), “José Raimundo Brandão” (São Luís) e “Jardim das Flores” (Paço do Lumiar) participaram, nesta sexta-feira (24), de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde, oficinas de artes manuais e atividades laborais, na Praça do Foguete, na Lagoa da Jansen. As três residências terapêuticas estaduais integram a rede de atenção à saúde da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Durante as atividades, os moradores das três residências terapêuticas estaduais foram acompanhados por profissionais das áreas de Fisioterapia, Terapia Ocupacional e Educação Física e de Práticas Integrativas. A ação faz parte da Campanha Setembro Amarelo, que este ano trouxe como tema “Liberte-se, ame-se. Cuide da sua saúde mental!”.

“A ressocialização dessas pessoas é de grande relevância para a política de saúde do Estado do Maranhão. Rompemos com estigmas e preconceitos no que diz respeito à importância no cuidado com os usuários com transtornos mentais. São pessoas que têm o direito garantido ao resgate da cidadania e acesso aos serviços de toda rede de saúde”, disse a chefe de Departamento de Atenção à Saúde Mental da SES, Isabelle Rego.

A programação contou com atividades física, trabalhos manuais com cestas, quadros e pinturas, bem como a exposição dos trabalhos produzidos. Também foi ofertado um espaço para Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS) com sessões de Auriculoterapia.

Os Serviços Residenciais Terapêuticos (SRTs) são caracterizados como moradias inseridas na comunidade, destinadas a pessoas com transtorno mental, egressas de hospitais psiquiátricos e/ou hospitais de custódia. A rede de saúde mental do estado possui três equipamentos: a Residência Terapêutica I “Dra. Amarilis Toledo” (São Luís), Residência Terapêutica II “José Raimundo Brandão” (São Luís) e Residência Terapêutica III “Jardim das Flores” (Paço do Lumiar).

Atividades integrativas com moradores das três residências terapêuticas estaduais, na Praça do Foguete (Foto: Caio Oliveira)

Residências

As três unidades funcionam como pontos de cuidado na Rede de Atenção Psicossocial nas Estratégias de Desinstitucionalização, uma vez que se tratam de moradias inseridas na comunidade. Cada uma das RTs é responsável por acolher os pacientes em um período de longa permanência.

De acordo com a coordenadora da Residência Terapêutica III “Jardim das Flores”, Mayara Magalhães, a iniciativa buscou promover o lazer em um espaço público. “Sempre pensamos em ideias que aliem o lúdico ao bem-estar. Então, mesmo sendo atividades simples, para eles são mais que suficientes, pois mesmo com as limitações que possuem, continuam sendo pessoas como quaisquer outras e precisam ser vistos como indivíduos singulares”.

>





Source link

Author

Share