Mais segurança na avenida principal da M Norte – Agência Brasília

Author

Categories

Share

O trânsito de veículos na avenida principal do Setor M Norte, em Taguatinga, ficará mais seguro. Uma obra iniciada no local vai acabar com três rotatórias usadas para o acesso dos motoristas às quadras residenciais. Em cerca de 30 dias, eles serão substituídos por retornos.

“É uma obra para melhorar o trânsito e preservar vidas. Já teve muito acidente grave ali”Bispo Renato Andrade, administrador de Taguatinga

A pista é de mão dupla e, em seus 3,5 quilômetros de extensão, tem três rotatórias que permitem que os motoristas façam o retorno e acessem as quadras residenciais. O administrador de Taguatinga, bispo Renato Andrade, conta que o objetivo da intervenção, solicitada pela comunidade, é reduzir os acidentes, constantes na via.

“O pessoal que estava vindo na via passava direto pelo balão, sem olhar para os lados”, conta. “É uma obra para melhorar o trânsito e preservar vidas. Já teve muito acidente grave ali”, diz o administrador.

Os trabalhos são executados pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) a pedido da administração, com recursos próprios, ou seja, materiais e mão de obra da própria companhia. A obra começou na última quarta-feira (1). A Novacap também vai instalar quebra-molas na avenida para reduzir a velocidade dos veículos.

A obra está sendo executados, a pedido da Administração Regional de Taguatinga, pela Novacap, que também vai instalar quebra-molas na avenida para reduzir a velocidade dos veículos | Fotos: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

O entregador Ricardo Santos, 44 anos, já presenciou muitas batidas ali. Ele trabalha há cerca de 14 anos na região e, atualmente, é funcionário de uma distribuidora de bebidas que fica em frente ao primeiro balão.

“Quem está fazendo o retorno deve parar para dar passagem ao outro carro. Mas ninguém observava a sinalização ou sabia de quem era a preferência”, conta. “Era uma bagunça, agora acho que vai melhorar.”

Asfalto novo

Bispo Renato ressalta que o GDF já entregou sete quilômetros de asfalto novo nas pistas principais das quadras QND, QNE e QNF. Segundo ele, o asfalto tinha mais de 50 anos e as operações tapa-buracos já não eram mais suficientes para a manutenção das vias.

Nos próximos dias, o recapeamento começa a ser feito nas imediações do Hospital Regional de Taguatinga (HRT), na pista do Serviço Social da Indústria (Sesi) e em parte da QNG. “O diretor do HRT pediu para o recapeamento ser feito lá por causa das ambulâncias que ficam chacoalhando nos buracos”, conta o administrador.

A nova pavimentação resiste até cinco anos sem qualquer tipo de manutenção. O trabalho também foi executado pela Novacap. Serão ao todo 10 km de pistas novas na cidade, com um investimento inicial de R$ 700 mil do GDF.



Source link

Author

Share