- Advertisement -

Centro de Práticas Sustentáveis retoma atividades presenciais – Agência Brasília

- Advertisement -spot_imgspot_img
- Advertisement -spot_imgspot_img

O Centro de Práticas Sustentáveis (CPS), localizado no Jardim Mangueiral, e administrado pelo Instituto Brasília Ambiental em parceria com o Movimento Comunitário do Jardim Botânico (MCJB), retomou, neste mês de setembro, o funcionamento presencial. Na agenda, várias atividades esportivas, voltadas para a comunidade, que fazem parte do projeto Esporte Sustentável. Já consta mais de 300 inscrições no projeto.

Neste retorno presencial, o CPS dá prioridade para as atividades que envolvem corpo e mente, por considerar que o isolamento imposto pela covid-19 deixou as pessoas vulneráveis nesses quesitos | Fotos: Brasília Ambiental

Segundo explicou o chefe da Unidade de Educação Ambiental (Educ) do Instituto, Marcus Paredes, a educação ambiental começa no interior das pessoas. Por isso, a necessidade de cuidarmos da nossa primeira casa: nosso corpo.

“Nosso objetivo é educar ambientalmente por meio dos esportes e da arte, e contribuir para que as pessoas resgatem seu equilíbrio emocional, tão afetado nesse período desafiador que enfrentamos”Marcus Paredes, chefe da Unidade de Educação Ambiental (Educ)

“Não é possível tratar do meio ambiente estando desanimado, indisposto ou sem energia. É preciso cuidar também da nossa mente para buscar o constante equilíbrio entre o físico e o mental e, assim, atingirmos o bem-estar geral. Essa é uma das premissas passadas para cada aluno do projeto Esporte Sustentável”, completa.

Paredes esclarece, ainda, que foi dada prioridade para as atividades que envolvem corpo e mente, neste retorno presencial, porque, sem dúvida, o isolamento imposto pela pandemia da covid-19 deixou muitas pessoas vulneráveis nesses quesitos.

A Educ detalha que todas as modalidades esportivas oferecidas no projeto tocam em temas ambientais. “Por exemplo, nas artes marciais a inspiração de alguns movimentos são os animais do cerrado; na capoeira jogamos cantando músicas que valorizam a natureza; no balé, os temas das apresentações serão, de alguma forma, relacionados ao nosso bioma.”

“Nosso objetivo é educar ambientalmente por meio dos esportes e da arte, e contribuir para que as pessoas resgatem seu equilíbrio emocional, tão afetado neste período desafiador que enfrentamos”, ressalta Marcus Paredes.

Os projetos e atividades realizados no CPS, pelo MCJB ou pela própria Educ, contam com apoio de educadores ambientais para que o bioma Cerrado seja lembrado com conhecimento técnico, carinho e muito amor a cada novo dia.

Entre as atividades físicas oferecidas pelo projeto estão judô, kung fu, jiu-jitsu, muay thai, tai chi chuan e capoeira, além de práticas de meditação e dança. Podem participar interessados de todas as idades. No site do MCJB  consta lista completa das atividades disponíveis e como fazer para participar.

*Com informações do Instituto Brasília Ambiental



Source link

- Advertisement -spot_imgspot_img
Latest news
- Advertisement -spot_img
Related news
- Advertisement -spot_img