Áreas carentes vão contar com quartéis dos bombeiros – Agência Brasília

Author

Categories

Share

R$ 2 milhões Valor orçado para cada unidade dos quartéis

O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) vai expandir os quartéis para as regiões mais carentes da capital. O projeto de construção de duas novas unidades já está pronto. O modelo é mais compacto e vai beneficiar os moradores da Estrutural e do Sol Nascente/Pôr do Sol. Cada unidade está orçada em R$ 2 milhões, recursos que virão do Fundo Constitucional.

Grupamentos de outras localidades, por ora, atendem as ocorrências registradas no Sol Nascente/Pôr do Sol e na Estrutural | Foto: Acácio Pinheiro/Agência Brasília

“O objetivo dessas unidades é diminuir o tempo-resposta”, explica o comandante-geral do CBMDF, coronel William Augusto Ferreira Bomfim. “Quando alguém liga, o bombeiro tem que chegar o mais rápido possível ao local”. Segundo ele, a próxima etapa já é a licitação das obras.

Os projetos dos quartéis foram desenvolvidos pelo Centro de Obras da corporação. Para a concepção dos projetos arquitetônicos das unidades, foram considerados os aspectos demográficos, os riscos específicos e o fator tempo-resposta em localidades carentes.

Tanto a Estrutural quanto o Sol Nascente/Pôr do Sol não têm quartéis dos bombeiros. As ocorrências registradas nessas localidades são atendidas pelas unidades baseadas em Ceilândia – no caso do Sol Nascente/Pôr do Sol – e no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), para a Cidade Estrutural.

Padronização

Normas de acessibilidade, segurança contra incêndio e sustentabilidade fazem parte do projeto dos quartéis

As unidades terão um tamanho padrão compacto. Serão 600 m2 e um efetivo de 60 militares bombeiros. Cada quartel terá espaços de convivência, alojamentos e vestiários por postos e graduações, garagem para viaturas e depósitos de materiais. O projeto também está pautado nas normas de acessibilidade, segurança contra incêndio e sustentabilidade.

O efetivo do Corpo de Bombeiros Militar do DF é de 5,8 mil militares bombeiros. Eles estão distribuídos em 31 quartéis, localizados em todas as regiões administrativas.  Até dezembro, informa o comandante-geral do CBMDF, serão nomeados mais 378 profissionais aprovados no último concurso da instituição, realizado em 2016.

“Entre soldados, médicos e engenheiros, já nomeamos outros 378 concursados no último mês de dezembro. Desse total, 350 deles estão realizando o Curso de Formação de Oficiais [CFO]”, informa o coronel William Bomfim.

 



Source link

Author

Share