Semana do Cerrado terá atividades educativas em trilhas – Agência Brasília

Author

Categories

Share


Em defesa do Cerrado, cerca de 500 pessoas participarão entre os dias 11 e 19 de setembro de caminhadas, corridas, remo, passeios de bike e a cavalo, exposições, recepções de parceiros, canicross e oficinas em trilhas que atravessam o Distrito Federal. A iniciativa é da Secretaria de Meio Ambiente do DF, da APA do Planalto Central, do Caminhos do Planalto Central-CPC e seus parceiros.

As ações para esses dias estão sendo organizadas de forma voluntária e colaborativa pela rede de parceiros que participam da criação do Sistema Distrital de Trilhas Ecológicas. São grupos de caminhantes e ciclistas, profissionais, agências e prestadores de serviços de turismo e outros amigos das trilhas.

Presente em 13 estados brasileiros, o Cerrado é o segundo maior bioma brasileiro, sendo superado apenas pela Amazônia. Ameaçado, o bioma já perdeu mais de 50% da sua cobertura natural  | Foto: Divulgação / Sema

Haverá programação por todo o DF, em especial, nas trilhas do CPC, os Arcos Brasília, Cafuringa e União, os Caminhos da Flona, as Ecotrilhas da Serrinha, as Trilhas Cristal Água e outros. Os Arcos do CPC partem de dois pontos de relevante interesse ambiental e histórico, a Pedra Fundamental no Morro do Centenário e a Floresta Nacional de Brasília.

Trata-se de uma ótima oportunidade para conhecer as trilhas ecológicas do DF e a importância do CPC para a conservação do Cerrado. O CPC é o Sistema Distrital de Trilhas Ecológicas (Lei nº 6.892/2021), proposta de conexão do território por trilhas para caminhantes, ciclistas, corredores, etc.

Opções

Na programação, de 11 a 19 de setembro, os participantes podem escolher entre 30 caminhadas, 7 opções de pedal e 7 de corrida. E ainda há alternativas para quem prefere a canoagem no Lago Paranoá, a sinalização botânica na Trilha União, o canicross na Pedra dos Amigos, para quem quer levar seu pet para as trilhas ou degustar queijos e cavalgar no Lago Oeste e Rota do Cavalo. Mais detalhes na programação.

Em função da covid-19, as atividades serão limitadas a 10 (dez) inscritos, buscando evitar aglomerações e atendendo aos protocolos de segurança.

Para facilitar as escolhas de locais, na inscrição as atividades estão distribuídas pelas seguintes regiões: Taguatinga, Gama, Planaltina, Lago Oeste, Sobradinho, Jardim Botânico, Santa Maria, Lago Sul, Lago Norte, Águas Claras, Recanto das Emas, Samambaia, região central de Brasília, Brazlândia, Riacho Fundo.

Presente em 13 estados brasileiros, o Cerrado é o segundo maior bioma brasileiro, sendo superado apenas pela Amazônia. Ameaçado, o bioma já perdeu mais de 50% da sua cobertura natural. “Nas trilhas do CPC as pessoas têm a oportunidade de vivenciar a diversidade e a riqueza ambiental e cultural do DF. O objetivo é mostrar a importância das  Unidades de Conservação e das trilhas na integração de paisagens e para a  educação e a conservação ambiental”, ressaltam os organizadores do movimento.

*Com informações da Sema



Source link

Author

Share