- PUBLICIDADE -

Começa nesta sexta a Campanha Nacional de Multivacinação – Agência Brasília

Author

Categories

Share


Do bebê ao idoso, há vários tipos de vacinas para prevenção de diversas doenças, independentemente da faixa etária. A maior parte dessas vacinas é aplicada na infância e faz parte do calendário básico de vacinação preconizado pelo Ministério da Saúde.

“É importante contar com a adesão da população nesta campanha e que as crianças e adolescentes completem o seu esquema vacinal, só assim manteremos erradicadas ou diminuiremos a gravidade de diversas doenças”Divino Valero, subsecretário de Vigilância à Saúde

Apesar de haver oferta de imunizantes durante todo o ano nas unidades básicas de saúde do Distrito Federal, a procura pela proteção gerada a partir da vacinação está baixa na capital federal.

Como uma forma de reforçar a importância de se vacinar, começa nesta sexta-feira (1º) a Campanha Nacional de Multivacinação para que esse público tenha em dia a caderneta de vacinação e se proteja de doenças como o sarampo, HPV, varicela, meningite, entre outras.

Confira aqui a lista com os 111 locais de vacinação.

O subsecretário de Vigilância à Saúde, Divino Valero, convida os pais ou responsáveis que não deixem de levar seus filhos para serem vacinados. “No ano passado vimos uma grande queda na cobertura das principais vacinas disponíveis pelo SUS. Neste ano a situação tem melhorado, mas ainda sem atingir a cobertura ideal da maioria das vacinas”, ele avalia.

“Por isso, é importante contar com a adesão da população nesta campanha e que as crianças e adolescentes completem o seu esquema vacinal, só assim manteremos erradicadas ou diminuiremos a gravidade de diversas doenças”, destaca Valero.

Há oferta de imunizantes durante todo o ano nas UBSs do DF, mas a procura pela vacinação está baixa na capital federal | Fotos: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

Vacinar é proteger

A cobertura vacinal no DF dessas vacinas está distante da meta de alcançar 80% do público-alvo para as imunizações contra o HPV e meningocócica C e meningocócica ACWY em adolescentes; 90% para as vacinas BCG e Rotavírus; e 95% para as demais vacinas indicadas na rotina do Calendário Nacional de Vacinação, inclusive a meningocócica C em crianças.

A única vacina que atingiu a meta foi a BCG, que previne a tuberculose. Desde 2020, o imunizante é disponibilizado nas maternidades dos hospitais regionais e na Casa de Parto.

Embora os índices de vacinação tenham aumentado no primeiro quadrimestre de 2021 em relação ao mesmo período do ano passado, se comparar com o ano de 2019, o percentual ainda é baixo. Para ser vacinado, basta comparecer ao ponto de vacinação mais próximo, com a caderneta de vacinação e documento de identidade com foto.

Veja a cobertura vacinal do DF em 2021:

Mapa da cobertura vacinal


*Com informações da Secretaria de Saúde do DF



Source link

Author

Share