Centros olímpicos voltam a funcionar em três cidades do DF

Author

Categories

Share

“Trabalhamos muito para devolver à população o que é direito primordial dela. Direito à saúde, à qualidade de vida e ao condicionamento físico. Estamos muito felizes em acompanhar de perto a felicidade dos alunos ao retornar às unidades”Giselle Ferreira, secretária de Esportes

As aulas presenciais nos centros olímpicos e paralímpicos (COPs) de Estrutural, Recanto das Emas e Brazlândia estão de volta. A cerimônia de abertura ocorreu no ginásio desta última unidade, na segunda-feira (30), com presença de autoridades locais e comunidade, execução do Hino Nacional e distribuição de kits lanches para os alunos levarem para casa. Os protocolos sanitários de combate à covid-19 foram respeitados, como o uso de máscara, medição de temperatura e distanciamento entre as pessoas.

A secretária de Esporte e Lazer (SEL), Giselle Ferreira, presente no evento, comemorou o retorno dos alunos aos locais. “Trabalhamos muito para devolver à população o que é direito primordial dela. Direito à saúde, à qualidade de vida e ao condicionamento físico. Estamos muito felizes em acompanhar de perto a felicidade dos alunos ao retornar às unidades. Foram realizados importantes reajustes nos COPs nesse período”, destaca. Uma dessas mudanças foi a instalação de computadores e internet nas 12 unidades.

Reabertura do Centro Olímpico de Brazlândia foi marcada pela cerimônia que reuniu autoridades e a comunidade| Foto: Divulgação/SEL-DF

Quem estava bastante animada com a oportunidade de retomar a rotina de exercícios físicos era Marilene Conceição, de 64 anos, que frequenta o COP de Brazlândia desde a inauguração. Com o início da pandemia, em março do ano passado, as atividades interrompidas foram interrompidas e ela ficou no sedentarismo. Sem praticar uma atividade física, as dores nas articulações também se mostraram mais presentes nos últimos meses. “As dores musculares voltaram com tudo. O COP fez muita falta”, diz ela, que pratica hidroginástica e ginástica localizada.

Participaram também da cerimônia o subsecretário dos centros olímpicos e paralímpicos, Ziel Ferreira; o administrador regional de Brazlândia, Jesiel Costa; a deputada federal Celina Leão; o deputado distrital Iolando Almeida; o secretário da Pessoa com Deficiência, Flávio Pereira; e o presidente do Instituto Bombeiros de Responsabilidade Social (Ibres), entidade responsável pela gestão pedagógica dos três espaços, coronel Eugênio Nogueira. “Aqui será onde a criança poderá utilizar o esporte para vencer na vida pela educação”, disse Nogueira.

Entre os 57 profissionais de educação física, selecionados e qualificados pelo Ibres e que participaram da cerimônia de abertura está Helena Batista Pinto, de 41 anos, que já havia ministrado aulas de natação e hidroginástica na unidade do Recanto das Emas. Agora, ela se mostra muito confiante e otimista com a nova programação. “Estamos muito ansiosas com esse novo ciclo, muita vontade de retornar”, complementa.

COPs

A reabertura será de forma gradual. Depois das unidades do Recanto das Emas, Brazlândia e Estrutural, será a vez dos COPs do Gama, Santa Maria e Planaltina voltarem a oferecer aulas gratuitas de futsal, vôlei, karatê, atletismo e natação. A ideia é reabrir todas as 12 unidades até o fim do ano. Já os interessados em se matricular nos COPs de Brazlândia e Recanto podem acessar este link até 10 de setembro.

*Com informações da Secretaria de Esporte e Lazer do DF





Source link

Author

Share