Primeiro paciente do Hospital de Campanha do Autódromo recebe alta – Agência Brasília

Author

Categories

Share


Um dia após dar alta ao centésimo paciente do complexo dos novos hospitais de campanha, a unidade do autódromo deu alta ao seu primeiro paciente internado. Emanoel Alberto de Figueiredo, 62 anos, deu entrada no hospital na madrugada do dia 16 de maio e – na tarde desta segunda-feira (31) – foi liberado para retornar à sua casa.

“Eu fui o primeiro paciente do hospital. Durante três dias eu fui o VIP daqui e, do começo ao fim, me trataram com amor, carinho, respeito e profissionalismo”, disse Emanoel, ao receber alta | Fotos: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

Ao sentir os sintomas da doença, Emanuel recebeu o primeiro atendimento na UPA do Núcleo Bandeirante. Chegou a ficar internado na unidade, mas seu quadro demandava um leito com um suporte mais específico ao tratamento de covid. Desta forma, recomendou-se a sua transferência ao Hospital de Campanha do Autódromo. “Eu fui o primeiro paciente do hospital. Durante três dias eu fui o VIP daqui e, do começo ao fim, me trataram com amor, carinho, respeito e profissionalismo”, afirma Emanoel.

Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF
Em um dos diários de internação, Emanoel escreveu uma carta em agradecimento à equipe que o atendeu

O paciente chegou a tomar a primeira dose da vacina contra a covid-19. Contudo, antes mesmo dos 15 dias de intervalo até o organismo começar a produzir os anticorpos, apresentou sintomas da doença.

Emanoel chegou a ter 70% do pulmão comprometido. Ao comentar sua chegada à unidade, o paciente brinca. “Eu levei um susto, um carro encostou aqui e tinha 20 pessoas me aguardando, todo mundo colorido. Pensei que eu estava no céu”, contou.

A auxiliar administrativa de enfermagem Rosiane Silva dos Santos foi uma das convidadas – pelo próprio paciente – para assistir o momento de vitória do biólogo e se despedir dele. De acordo com a profissional, este foi um momento de grande expectativa.

“Ele convidou a gente para estarmos aqui no momento da alta dele. O prontuário dele era um dos maiores. Hoje nós estávamos passando para ver os pacientes e, desde ontem, ele estava nessa expectativa e eu sempre desejando que ele tivesse alta. Estou com o meu coração extremamente acelerado e emocionada”, relata Rosiane.

 

*Com informações da Secretaria de Saúde



Source link

Author

Share