Webinário discute ações destinadas aos povos ciganos – Agência Brasília

Author

Categories

Share

“Sempre que nos dispomos a ouvir as pessoas que estão em seu lugar de fala, nós aprendemos e entendemos quais são as necessidades e demandas das quais temos que cuidar” Marcela Passamani, secretária de Justiça e Cidadania

Em alusão ao Dia Nacional dos Povos Ciganos, comemorado em 24 de maio, a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), por meio da Subsecretaria de Políticas de Direitos Humanos e de Igualdade Racial e da Coordenação de Políticas de Proteção e Promoção dos Povos e Comunidades Tradicionais, promove o webinário Equidade para o povo cigano romani: desafios de construção de políticas públicas.

A videoconferência é realizada em parceria com a Gerência de Atenção à Saúde de Populações em Situação Vulnerável e Programas Especiais, da Secretaria de Saúde (SES), com transmissão pelo YouTube a partir das 10h.  O webinário terá carga de duas horas, e os participantes vão ter direito a certificado, que será expedido pela Secretaria de Saúde.

Arte: Divulgação/Sejus

“É importante promover eventos como esse, voltados para a saúde de populações que compõem a nossa sociedade, fazem parte da nossa cultura” Osnei Okumoto, secretário de Saúde

O objetivo é promover o diálogo sobre a prevenção da saúde desse segmento populacional, difundir um pouco de sua história, tradições e costumes e também fortalecer a participação dos povos ciganos nas discussões sobre políticas públicas. O público-alvo são gestores, especialistas, organizações, estudantes, acadêmicos e demais integrantes da comunidade interessados no tema.

O foco dos debates será na construção de políticas públicas que viabilizem o acesso aos serviços necessários para atender as demandas específicas dos povos ciganos. “Sempre que nos dispomos a ouvir as pessoas que estão em seu lugar de fala, nós aprendemos e entendemos quais são as necessidades e demandas das quais temos que cuidar, melhorar ou as políticas públicas que devemos promover, em prol das comunidades tradicionais”, explica a secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani.

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, reforça: “É importante promover eventos como esse, voltados para a saúde de populações que compõem a nossa sociedade, fazem parte da nossa cultura, mas, infelizmente, se encontram em situação de vulnerabilidade”. Ele lembra que Sistema Único de Saúde (SUS) “é muito bom e tem capacidade para atender pessoas necessitadas e que estejam precisando da atenção da saúde pública”.

Por sua vez, o subsecretário de Políticas de Direitos Humanos e de Igualdade Racial, Diego Moreno, ressalta: “Reunir profissionais de várias áreas para pensar em propostas voltadas às comunidades tradicionais é assegurar que os direitos fundamentais serão garantidos”.

Identidade histórica

O Dia Nacional dos Povos Ciganos foi instituído por meio de decreto assinado em 25 de maio de 2006, tendo sido comemorado pela primeira vez em 24/5/2007, em reconhecimento à contribuição destes povos na formação histórica e da identidade cultural brasileira. No calendário cigano, 24 de maio é o dia dedicado à sua padroeira, Santa Sara Kali.

*Com informações da Secretaria de Justiça e Cidadania



Source link

Author

Share